quarta-feira, novembro 23

Futuractivo

Deixo aqui mais uma identidade. Foram criadas duas propostas, o cliente escolheu a segunda.

PÚBLICO-ALVO:

Pequenas e médias empresas da zona de Fátima.

CONCEITO BASE/APRESENTAÇÃO:

FUTURO: do Lat. futuru, que há de ser; s. m., tempo que há-de vir a ser; porvir; destino; noivo. Gram., tempo verbal, relativo à acção que há-de realizar-se. Adj., que há-de vir; que há-de ser.)

ACTIVO: adj., que actua; laborioso; diligente; expedito; enérgico; vivo; s. m., Econ., conjunto dos bens e dos direitos que um negociante ou sociedade possui; débito de uma conta; ter voz -a: ter o direito de eleger, de decidir; Fin., – de base: activo financeiro objecto de contrato de futuros ou de negociação bolsista.

A FUTURACTIVO – Contabilidade e Apoio à Gestão, Lda. está sedeada em Fátima e tem como principal objectivo trabalhar em parceria com as PME’s desta região. A sua recente génese não é um impedimento à sua implementação no mercado, muito pelo contrário.
Na FUTURACTIVO pretendemos inovar não só nos serviços prestados, mas também no modo como os prestamos. Na nossa empresa o cliente é a personagem principal e todas as decisões tomadas terão como propósito o seu (futuro de) sucesso. Porque acreditamos em grandes parcerias, queremos clientes exigentes e competitivos como nós; clientes que nos dêem oportunidade de mostrar o nosso sentido de responsabilidade e a nossa competência na resolução de todos os problemas – até os mais simples.

FUTURACTIVO – Bons parceiros, bons negócios.

PALAVRAS-CHAVE:

Parceria; Exigência; Sucesso; Competitividade; Qualidade; Personalização; Dedicação; Competência; Especialização; Responsabilidade; Integridade; Inovação.

HEADLINE:

FUTURACTIVO – Bons parceiros, bons negócios.


MEMÓRIA DESCRITIVA – OPÇÃO A

Nesta proposta é de salientar a vertente institucional do grafismo conseguido, que é um elemento-chave na transmissão de sentimentos relacionados com a confiança, rectidão, solidez e equilíbrio.

A letra sem patilha e de cariz tecnológico faz a ponte com o lado racional da empresa e consequentemente com as áreas da contabilidade e gestão.
A cor de destaque nesta identidade é um bordeaux quase cor de vinho. Este tom tem uma forte ligação ao vermelho.

O vermelho é uma cor que sugere motivação, actividade e vontade. Ele atrai vida nova e pontos de partida inéditos. O vermelho está associado ao calor e à excitação, com a iniciativa e a disposição para agir, com um espírito de pioneirismo que nos eleva. Persistência, força física, estímulo e poder são seus traços típicos. Prosperidade e gratidão são duas belas qualidades também associadas e esta cor.
Foi também utilizada uma tonalidade forte de cinzento que, assim como o preto, está associado a posições de autoridade e responsabilidade.




MEMÓRIA DESCRITIVA – OPÇÃO B

Nesta proposta foi explorado um grafismo mais arrojado que respira dinamismo e afirma sem medo que esta é uma empresa do século XXI. Foi construída uma seta com números que parece levar a empresa mais adiante. Combinaram-se dois tipos de letra – um recto e outro curvo – que se complementam: de um lado temos a rectidão e a responsabilidade, no outro a dinâmica e a vontade de seguir um rumo.

O preto, cor de força ligada à responsabilidade e à autoridade, foi articulado com um magenta forte, que é a mais refinada e subtil entre todas as cores. Dedicação, reverência, gratidão e compromisso são características atribuídas a esta cor, cujo empenho é expressar
o idealismo na sua forma mais pura.
A cor magenta é a última do espectro, trazendo consigo um grau elevado de compreensão e maturidade, em consequência da sua passagem por todas as outras cores. Habilidade administrativa é uma de suas características, juntamente com uma grande preocupação com o bem-estar.


2 comentários:

centipedefx disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
centipedefx disse...

Hell.o Pipoca! Tenho acompanhado a evolução do vosso BLOG e sinceramente compreendo o que queres transparecer ao dizer que muito trabalho e pouca vontade...eu por vezes sinto o mesmo...mas não é em relação ao trabalho porque sinceramente e embora não seja licenciado...e ainda me falte muito para ser um designer de qualidade...se assim se pode dizer [eheheh!] o que acontece é que a meu ver a inspiração [deste lado] actua melhor de noite mas trabalhar mais de noite do que de dia = horas trocadas = maus hábitos alimentares e essas coisas todas associadas que sabemos serem prejudicidais...por isso decidi mesmo deixar o meu comentário no futuro activo [eheheh!] em vez de o deixar logo na primeira mensagem do BLOG. É assim 2006 tem que ser de facto [tal como muitos parolos defendem - eu incluído - eheheh] um ano mais activo, com maior vontade, um ano de reviravoltas, um ano de pensar mais em nós [sem deixar de pensar nos outros tb] porque por vezes isso é que acaba por resultar nessa monotonia de vida = casa/trabalho/casa que estraga isto tudo. Se analisarmos bem passamos mais tempo no local de trabalho do que com quem realmente seria necessário e mais interessante. Mas a nível de um futuro mais activo sem dúvida que optava pela tua primeira proposta em detrimento da segunda. Gostei muito dos teus conceitos para ambas mas acho que de facto a primeira consegue ter um impacto visual mais ordenado e ao mesmo tempo mais limpo e eficaz na mente do público alvo...mas enfim...a questão de gostos é o que eu costumo chamar de "um oceano de possibilidades" e por tal cada um possui os seus próprios gostos, vícios, virtudes e blá blá...mas em geral está muito bom...parabéns!