quinta-feira, agosto 30

Pedalar pelo Himalaia

{João no Tanglangla _ 5360m}

O que dizer? A minha vida entre logótipos, sinalética, publicidades e afins parece chata e sem sentido quando comparada com as aventuras velocipédicas do João, que vai no dia 105 e no quilómetro 5940 da sua expedição, correspondendo os últimos 500km à travessia da estrada mais alta do mundo na cordilheira himalaica.

Parabéns João! Etapa a etapa ultrapassas obstáculos, cumpres objectivos e sonhos e não paras de nos surpreender. Espero que a força de espírito (e das pernas) continue a ser uma companheira fiel nesta e em todas as tuas viagens. Até breve.

"Cá cheguei, ao fim de 7 dias pela cordilheira himalaica, completando o trajecto até Leh.
Como se não bastasse sentir-me já tão realizado por finalizar esta etapa, ter pedalado por paisagens impressionantes na companhia de novos amigos tornou ainda mais grandiosa a experiência.
Nos últimos 4 dias viajei com Xavi, Anna e Joan, catalães, no mesmo tipo de veículos e autonomia."

Acompanhem a aventura no Tamarugo _ Rádio Velocipédica.

terça-feira, agosto 28

O homem completo

"Eduardo Prado Coelho desaparece e não é substituído por ninguém. Nem em estilo e muito menos em capacidade de análise. Os novos cronistas (sobretudo no DN porque o Público tem sido mais realista) não sabem ver com o olhar parado. A análise transversal que lançava pontes não tem continuidade na pobreza estanque preocupada sobretudo em manter-se sincronizada com a agenda inútil das diferenças que melhor servem. O espaço todo que era dado ao leitor nas crónicas diárias não procurava meros prosélitos. É claro que EPC era sobretudo um homem do pensamento e menos limitado à «experiência solitária». Se pensarmos bem a morte de EPC é várias vezes triste."

Dito por um cavalheiro.

Duo da Semana {=} Weekly Duo

sexta-feira, agosto 24

A malta vê-se logo à noite

Jantamos paparoca da boa, bebemos um ou dois copos de vinho e damos um pézinho de dança?

dois em um {=} two in one


Há sete anos. {=} For the 7th year.

terça-feira, agosto 21

Já estamos cá todos! {=} We're all here!

Já se dizem coisas malucas e se fazem macacadas.
E até há quem toque castanholas!
Viva la Velvet! Arriba!

{---------- translation ----------}

We're already saying crazy things and doing monkey business.
And there's even someone who plays castanets.
Viva la Velvet! Arriba!

Duo da Semana {=} Weekly Duo

sábado, agosto 18

Design Gangsta! Yo!


Lindo! Descoberto aqui. {=} Amazing! Found here.

sexta-feira, agosto 17

Sete Maravilhas


A Thunderlady, do blog que teve que ter nome, propôs-me que partilhasse com a blogosfera as sete maravilhas da minha vida. Aqui fica a resposta ao desafio. Obrigada pelo convite!

{1} Saúde _ Sem ela nada se faz!

{2} Uma infância feliz _ Aqui o mérito é dos meus pais! Não há nada como ser mimada (beijocas, abraços, a cabeça partida pela mana mais velha...) e receber sempre aquilo que se pede ao Pai Natal.

{3} O Paulo.

{4} Ter com quem contar _ Entre família e amigos, tenho sempre quem me dê uma mãozinha (ou um empurrãozinho)...

{5} O design _ Há poucas coisas tão gratificantes como investir no futuro e receber os frutos. Adoro a minha profissão. (Vivós dezainas!)

{6} Uma mãe que sabia fazer tudo: desde cozinhar, a costurar, passando pela bricolage, os bordados, o tricot, a pintura em tecido... e ainda arranjava tempo para nos dar umas beijocas, ralhar quando os trabalhos da escola estavam mal feitos, inventar lengas-lengas, fazer barcos de papel e ler os livros da Anita. A senhora era uma máquina e o pouco que sei (ou retive) é responsabilidade dela.

{7} A boa disposição _ Ajuda em todos os momentos e aqui a moça é raro acordar mal-disposta!

----------

Deixo o desafio a quem o aceitar. Caso o façam, deixem um comentário neste post para eu espreitar as vossas respostas. Bom fim-de-semana!

terça-feira, agosto 14

Por casa {=} By the house

{Só eu e a gata.}


{Just me and the cat.}

Duo da Semana {=} Weekly Duo


domingo, agosto 12

Em directo de McLeod Ganj


Neste momento o único locutor da Rádio Tamarugo está em McLeod Ganj, na Índia. Para quem ainda não sintonizou esta rádio velocipédica, fica a explicação: O João é um autêntico cidadão do mundo: investe todo o seu tempo, energia e recursos a viajar pelo planeta. Uma vez mais, esta descoberta é feita de bicicleta, tendo já sido percorridos 5041Km desde que desembarcou do avião em Milão, em Maio último.

É em McLeod Ganj que está exilado o governo tibetano. Seguindo o exemplo João e decidi divulgar e sensibilizar para esta questão. Deixo aqui um exerto do Tamarugo.

"Recebo diariamente os sorrisos de tibetanos. Refugiados, sem direito a nacionalidade indiana apesar de muitos ja aqui terem nascido. Sem direito a auto-determinacao, nem a representar a sua bandeira na competicao olimpica que decorrera no pais invasor e ocupante, responsavel tambem pelo esforco de extincao total da cultura e identidade nacional tibetana bem como do exclusivo ambiente natural... Eu, nao refugiado mas "privilegiado"; com um passaporte que, quando muito, apenas me demora nas fronteiras; com duas rodas que me garantem explorar a liberdade e levar tao longe quanto desejo... tenho percebido que o mundo pode ser apenas um, aquele do entendimento, dos sorrisos (poderosos gestos de aceitacao), da generosidade, partilha... Coabitando com as diferencas de padrao cultural, sao estes, factores comuns que servem de base a essas diferencas. Abencoado sou por os continuar a receber ao longo de tao distintos paises. Querendo que Radio Tamarugo possa ser um veiculo dessa mensagem, tento despertar o interesse pela causa tibetana e favorecer alguns contactos:

www.tibet.com
Site oficial do governo tibetano em exilio.


www.freetibet.org
A campanha "Free Tibet" apoia-se no tentativa dos tibetanos recuperarem o direito a determinar o seu proprio futuro; o fim da ocupacao chinesa e o respeito (agora negado) a fundamentais direitos humanos.


www.2008-freetibet.org
Utiliza o futuro momento dos Jogos Olimpicos de Beijing, 2008, para pressionar as autoridades chinesas no sentido de uma fundamental mudanca na ocupacao do Tibete.


www.tibet.org
Mantido pela comunidade internacional de apoio ao Tibete.
Entre outras informacoes, aqui podera ter-se conhecimento de que o motor de busca "Google" (senhorio de Radio Tamarugo...), criou, em convenio com o governo chines, um personalizado modelo para a China e Tibete. Censura e distorce informacao sensivel para as autoridades chinesas; topicos sensiveis como: "human rights", "democracy", "freedom"...

www.freetibet.net
Informacao geral sobre a causa e campanhas mais urgentes a decorrer.


www.savetibet.org
Campanha internacional de apoio ao Tibete.


blog.studentsforafreetibet.org
Weblog de "Students for a free Tibet"
... e por ai fora... nao falta informacao em ambiente virtual. Tomar conhecimento dos factos sera meio caminho andado para tomar parte na causa, difundindo-a em ambito e accao internacional."

Para acompanharem a viagem do João, sintonizem a Rádio Tamarugo.

terça-feira, agosto 7

Chá e Lírios {=} Tea and Lilies

Pelos olhos e mãos da britânica Sara Taylor.
{=} By the eyes and the hands of the British Sara Taylor.


domingo, agosto 5

Depois! {=} After!

{O simpático casal e ao fundo a serra}

Depois de os planos de uma semana passada em Barcelona saírem furados (por motivos que nos ultrapassaram), foi necessário arranjar um destino de férias alternativo o mais rapidamente possível. Já há algum tempo que falávamos em visitar a Serra do Soajo e foi assim que – mesmo depois de comprar o guia para Barcelona – concretizámos a viagem. Até porque era de aproveitar o facto de termos um catsitter reservado para estes dias.

Foi assim que partimos a bordo do sempre surpreendente AX com destino ao Alto Minho. A Serra do Soajo faz parte do sistema montanhoso (e consequentemente do Parque Natural) da Peneda-Gerês e é a sétima maior montanha de Portugal Continental.

Aqui os dias foram feitos de passeios pela aldeia, água fresca bebida da fonte para matar o calor, ar puro, comida caseira e muito sossego. Na rua ouviam-se os badalos das ovelhas e miúdos a jogar à bola e a correr com passos pesados - nada de ipods, telemóveis ou PlayStations portáteis. Nas horas de calor vimos a RTP2 e jogámos à bisca e quando voltávamos do passeio da tarde já a D.Luísa tinha passado pela casa, deixando para trás o aroma a lavanda das toalhas lavadas e um bolo acabado de fazer.

Assim, vagarosos, se passaram os dias e a vontade de voltar a casa era pouca.
Não há nada como as coisas simples.

{Um companheiro de almoço}

{A "nossa" casinha: Casa Riobom}



{A vista pelas janelas da frente: Espigueiros e casas em pedra}

{O Pelourinho, mesmo no centro da aldeia}

"A aldeia do Soajo está implantada numa das vertentes da Serra da Peneda, sobranceira ao Rio Lima. A sua história já vem de longe. Consta que terá sido fundada no século 1, mas só no século XVI lhe foi atribuída carta de foral. Desde a fundação da nacionalidade portuguesa que o seu povo goza de privilégios.
Quando outras localidades de Portugal invocavam a liderança espanhola, o Soajo reconhecia o rei de Portugal como legítimo e isso valeu-lhe vários direitos.

Os habitantes da região eram designados por monteiros, em virtude da sua Principal actividade ser a caça. Ursos, javalis, cabras-bravas, lobos e raposas eram espécie, capturadas. Chegou mesmo a ser instituída a montaria do Soajo, havendo ali representantes locais do clã da Montaria Real.

Consta que no reinado de D. Dinis os monteiros se terão queixado dos abusos de fidalgos, pelo que o monarca terá dado ordem para que estes não se demorassem ali mais do que "o tempo de esfriar um pão na ponta de uma lança". Há quem defenda que terá vindo daí a curiosa forma do pelourinho que se situa rio largo principal da aldeia. A coluna simboliza uma lança e a pedra um pão.

Em 1852, o Soajo viria a perder o direito a sede de concelho. Porém, não perdeu a sua peculiaridade. Ainda hoje as ruas são pavimentados com lajes de granito e as casas construíras com blocos de pedra.
"




{A eira dos espigueiros: os mais antigos foram construídos no século XVIII e muitos deles ainda estão a uso.}

----------

Agora toca a trabalhar!

{translation: soon}