quarta-feira, abril 30

Regresso a casa

{no elevador}

Depois de um dia de trabalho. Depois de uma hora de ginásio. Depois de vinte minutos a pé (sempre a subir) com duas malas pesadíssimas. Na mão o iPod. No corpo um blusão de pele que era do meu pai, um cachecol feito pela minha mãe e calças de ganga três números acima. O cabelo a precisar de ser cortado.

-----

Já em casa, fiz festas à gata, jantei torradas e vi "A juventude de Jane Austen". Ele chegou cansado e resingão. Foi dormir. Passei-lhe a mão pela cabeça e pareceu-me pequeno, afundado entre os lençóis. Amanhã de manhã já vai ser um homem outra vez. Primeiro vai calçar as meias; a camisola fica sempre para o fim, mas mesmo assim tem as costas molhadas quando a veste. Vêem-se uma gotinhas a aparecer no algodão. É o começo de um novo dia.

2 comentários:

Salamandra Pintarolas disse...

O blusão é giro, o cachecol também e o cabelo, a precisar de ser cortado ou não, está com um certo appeal!

Ontem vi o Paulo enquanto enfardava moelas. Perguntei por ti, já calculando que ainda estarias no ginásio... Depois fomos ao cinema e pensei novamente em ti, porque achei que irias gostar de ver "Duas irmãs, um rei" - mas afinal não, o filme não é mesmo nada de especial.

Hoje é um novo dia e tenho sono.
Hoje é um novo dia, espero que bom para vocês, meninos crescidos!

wednesday disse...

Os pequenos temperos do dia a dia são deliciosos... :)