segunda-feira, junho 2

Merenda

{em contra-luz, a ouvir os pássaros 
e a comentar o modo de andar de um cão}

----------

Aqui ela disse: "O cão era castiço. Tinha ares de cão de caça, rabo cortado e dançarino, patas traseiras a "dar de lado". Seguia um senhor de t-shirt vermelha. Não sei se dono, não sei se eleito futuro dono. Acredito mais na 2ª.
É Primavera e os passarinhos cantam na cobertura. O Costa nunca antes os ouvira. Será dos phones? Será desatenção? Ou será porque o Costa só está connosco desde Novembro e poucos têm sido os dias primaveris...
Estavas a comer bolachas e a tirar-nos fotos. Eu bem vi que também estavas ali connosco. Mas o que gostei mais foi deste sentido de união: um traz o bolo para a janela e logo os outros dois desembrulham a sandes e acompanham o primeiro. Parece que tudo vai bem, pelo menos, tudo o que avistamos aqui da cobertura."

2 comentários:

Anónimo disse...

É quase uma familia....

Pedro Coutinho disse...

As merendas têm esse efeito de introspecção só superadas por um duche quente de 30 minutos ou uma boa ida à casa de banho. No entanto, há poucas vistas como essa a partir da cobertura. Estimula o paladar.

Quesefe!

Sub