quarta-feira, junho 4


{Mesmo num dia cinzento} se me deitar de barriga para cima no banco ao lado do marco dos correios é isto que vejo pelo canto do olho; se olhar para o céu, tenho uma moldura de folhas a dançar acompanhadas pelos voos picados dos pombos e nuvens que se mexem sem ninguém dar conta; se fechar os olhos vejo o que me apetecer - estou ali e não estou e nesse exacto período de tempo sou mais feliz que os outros {pelo menos até a Keffa voltar com a realidade}.


1 comentário:

Salamandra Pintarolas disse...

O que interessa é que te sintas feliz!