quinta-feira, julho 31

Afinal as pessoas só mudam para pior. 

Fartei-me de procurar e não me lembro de ninguém que tenha mudado para melhor. Ou estão piores (mais mesquinhos, invejosos, ordinários) ou na mesma, o que aparentemente não é necessariamente mau.

terça-feira, julho 29

Tempos das férias


{Castelo Branco}

O mau estado das ruas assemelhava-se à falta de preparação do meu espírito. Três dias foram demais e eu soube-o na véspera do primeiro. O desconforto de ser visita, a roupa nova, o calor, as coisas feitas contra-vontade, os horários a cumprir, tudo apontava para o descarrilamento iminente. Ao terceiro dia tornei-me intragável. Ninguém podia fazer nada. Nem mesmo eu.
----------

{Sarnadas}

Logo ao bater à porta senti-me mais leve. Ele andava pela casa descalço. Recebeu-nos bem-disposto e cheio de novidades e projectos. Levou-nos a passear; aproveitámos a fresca do final do dia. Troquei um CD por uma lata de petingas em tomate picante. Houve quem pensasse que eu era a Vanessa.
----------

{Lourinhã}

A casa trouxe-me à memória as reuniões de família. A minha mãe sentada numa cabeceira da mesa e a minha tia na outra, como num matriarcado perfeito. As refeições fartas, sempre terminadas com fruta da época. As meninas sentadas de frente para os pais.

A senhora que recebia do carteiro as cartas que o meu pai escrevia à minha mãe disse-me que visitava a campa dela em primeiro lugar sempre que ia ao cemitério. Para eu saber o quanto elas eram amigas.
----------

{Praia do Areal}

Nenhuma praia tem o cheiro da praia da nossa infância - aquela onde não faz mal engolir pirolitos. Onde se comem papo-secos com chourição e areia ao lanche e se contam os minutos para ir ao banho.
----------

{foto topo: Castelo Branco _ por acseven}

Birthday Boy

{30 anos e continuas com mau humor e teimosia para dar e vender! Parabéns Filipe!}


(Imagens roubadas do hi5.)

segunda-feira, julho 28

De volta à rotina e aos velhos hábitos. Fui recebida com música.


{Nantes _ Flying Cup Club} {Beirut}

Nas férias descobri que sou refilona e chata e que isso não vai mudar. Também descobri que sou mimada. Primeiro preocupei-me, mas acho que não quero saber. Estou a tentar não querer saber.

sexta-feira, julho 18

Repetições

Como se a vida se repetisse em si mesma, hoje voltámos ao Mercado Medieval em Óbidos e amanhã voltamos a Castelo Branco, tal e qual a mesma semana do ano passado.

Hoje assisti a duelos dançados e bailes planeados. Coreografias encenadas das quais se destacou um castelhano temperamental que gritava como um louco. (Mais tarde voltou ao recinto vestido de Mago, encabeçando um desfile de cuspidores de fogo, gárgulas e outros seres pálidos de orelhas ponteagudas.) Só nos os dois, comemos, bebemos e rimos. Regressámos a casa no momento certo: pelo caminho ainda partilhámos um café com alguém com quem nos cruzámos por uma feliz coincidência.

Em Castelo Branco adivinho campos amarelos e serras a azul. Crianças irrequietas. Um calor suportável nos primeiros dois minutos. O desconforto de um casamento de desconhecidos e da roupa nova que ainda não se habituou ao nosso corpo. Como se a vida se repetisse em si mesma.

segunda-feira, julho 14

Férias a dois

{Com tempo para pequenos-almoços tardios, almoços demorados, sestas no sofá, leituras e bebidas frescas na esplanada. Amanhã: praia.}

Até breve.

sexta-feira, julho 11

Não vou de manhã. Deram-me um comprimido e fico em observação.

O tratamento não me dá descanso de espírito nem abranda a preocupação. Automaticamente ela faz-me falta como se já me faltasse e fico frustada e zangada. Acho-me ridícula, parva, pessimista. Ela faz-me falta lá ao fundo, a encher a fotografia, a guardar a retaguarda. Descobri que nos hospitais não há milagres e ninguém me tira este medo. O medo de não poder ser feliz para sempre às vezes. O medo dos nadas.

quarta-feira, julho 9

Vestido para jantar

Com estes guardanapos todos os convidados - mesmo os que aparecem de t-shirt branca - estarão preparados para um jantar de cerimónia.



Quase de férias



Era para ir ver os The National. 
Os planos foram furados por um casamento de desconhecidos e pela presença obrigatória no mesmo.

----------

"We’ll stay inside til somebody finds us
do whatever the TV tells us
stay inside our rosy-minded fuzz

so worry not
all things are well
we’ll be alright
we have our looks and perfume"

----------

{The National} {Apartment Story}

segunda-feira, julho 7

Vaidades & Narcisismos

Dispo-me sem desapertar botões ou abrir fechos. A roupa de há dez meses cai-me. Aparentemente a personalidade também. Quem me conhece aponta mudanças com uma certeza inviolável e serena. Estou demasiado próxima de mim para descobrir se mudei ou se quero mudar. Não sei o que sei nem o que quero. De repente tiraram-me de mim, roubaram-me quem sou e dizem que não faz mal. Afinal não sou a mesma, descubro. Dizem-me. Exemplificam. Ando à minha procura, do antes e do depois. Do ontem, do hoje e do amanhã.

sexta-feira, julho 4

Dos {des}conhecidos

A maneira como o relógio grande e preto lhe cai no pulso.

quinta-feira, julho 3

2 de Julho de 2008 II

O registo da segunda festa está disponível aqui e em registo vídeo super-sónico feito pelo Rui.




----------

O Flip não esteve presente mas não se esqueceu... e vê-lo bem-disposto, com cara de férias, só por si já contou como presente. (É bom relembrar que ele às vezes consegue passar um dia inteiro sem resmungar.)

{Flip en BCN}

quarta-feira, julho 2

2 de Julho de 2008

pela manhã, na Velvet, houve festa...







2 de Julho de 1982

foi dia de fotografia (nada de enganos, nasci em 80).


----------

Obrigada a todos pelos votos de feliz aniversário.

terça-feira, julho 1

Bye, bye 27

{27 anos _ primeiro dia _ 2 Julho 2007}

{27 anos _ último dia _ 1 Julho 2008}

----------

Este ano apetece-me mais relembrar os 27 do que celebrar os 28...