quarta-feira, setembro 30

alvíssaras

Fazia-me jeito uma desculpa para ser disfuncional.

Isso e que alguém me explicasse a sorte que tenho por ter o que tenho e poder fingir ser quem não sou.

--

Hoje o almoço foi a quatro - entre árvores, de prato ao colo - e houve sorrisos e tudo. (O tempo que perco no meio do nevoeiro!)

1 comentário:

Anónimo disse...

A Vida

(...)
A vida é o dia de hoje,
A vida é ai que mal soa,
A vida é sombra que foge,
A vida é nuvem que voa:
A vida é sonho tão leve
Que se desfez como a neve
E como o fumo se esvai:
A vida dura um momento,
Mais leve que o pensamento,
A vida leva-a o vento,
A vida é folha que cai!

A vida é flor na corrente,
A vida é sopro suave,
A vida é estrela cadente,
Voa mais leve que a ave:
Nuvem que o vento nos ares,
Onda que o vento nos mares,
Uma após outra lançou,
A vida - pena caída
Da asa de ave ferida -
De vale em vale impelida
A vida o vento a levou!
(...)
j de d