segunda-feira, setembro 28

Os fingidores

Tenho pensado no poeta fingidor e em toda a gente que finge ser feliz todos os dias. Hoje fui feliz o dia quase todo e doeu-me a cabeça. Considero-o um efeito secundário do fingimento constante, porque agora que espero a C. para ir ao cinema não me dói nadinha. Amanhã vou ser feliz outra vez. Espero que sem dores de cabeça.


Sem comentários: