sexta-feira, novembro 27

Reconheço-a no modo como entorto a boca para a limpar com o guardanapo. Sei de onde vem o gesto. Evito copiá-lo mas não consigo. E zango-me por ela me ter deixado para trás. Quem diz que o tempo cura mente.


17 comentários:

Anónimo disse...

Eu vejo a minha mãe quando ponho uma fita na cabeça para afastar o cabelo. Ali está ela a olhar para mim, afinal ...continua cá.
Bj
Mimi

Lívia disse...

POEMA À MÃE


No mais fundo de ti,
eu sei que traí, mãe.

Tudo porque já não sou
o menino adormecido
no fundo dos teus olhos.

Tudo porque tu ignoras
que há leitos onde o frio não se demora
e noites rumorosas de águas matinais.

Por isso, às vezes, as palavras que te digo
são duras, mãe,
e o nosso amor é infeliz.

Tudo porque perdi as rosas brancas
que apertava junto ao coração
no retrato da moldura.

Se soubesses como ainda amo as rosas,
talvez não encheces as horas de pesadelos.

Mas tu esqueceste muita coisa;
esqueceste que as minhas pernas cresceram,
que todo o meu corpo cresceu,
e até o meu coração
ficou enorme, mãe!

Olha – queres ouvir-me? -
às vezes ainda sou o menino
que adormeceu nos teus olhos;

ainda aperto contra o coração
rosas tão brancas
como as que tens na moldura;

ainda ouço a tua voz:
"Era uma vez uma princesa
no meio do laranjal...

Mas – tu sabes – a noite é enorme,
e todo o meu corpo cresceu.
Eu saí da moldura,
dei às aves os meus olhos a beber.

Não me esqueci de nada, mãe.
Guardo a tua voz dentro de mim.
E deixo-te as rosas.

Boa noite. Eu vou com as aves.


Eugénio de andrade
|Póvoa de Atalaia, 1923-2005|

:) Lívia

ShooGirl disse...

*

Lv disse...

Creio nos Anjos

Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na deusa com olhos de diamante,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes,

Creio num engenho que falta mais fecundo,
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o amor tem asas de ouro. Amén

Natália Correia
:)Lv

disse...

não te zangues ... talvez haja uma razão ou então pensa nas coisas bouas ! :D*



( invadi , algum mal ? )

Lívia disse...

Há uma árvore de gotas em todos os paraísos.
Com o rosto molhado,
eu posso ficar com o rosto molhado,
com os olhos grandes.
Neste lugar absoluto pelo sopro,
fervem as víboras de ouro aos nós
sobre as pedras enterradas.
Leopardos
Lambem-me as mãos giratórias.
E eu abro a pedra para ver a água estremecendo.
A água embebeda-me.
Como nos corredores de uma casa gira o ar,
brilha como entre os dedos.
- A minha vida é incalculável.

Herberto Helder

:)Lívia

Anónimo disse...

:)

Lv disse...

O tempo acaba o ano, o mês e a hora


O tempo acaba o ano, o mês e a hora,
A força, a arte, a manha, a fortaleza;
O tempo acaba a fama e a riqueza,
O tempo o mesmo tempo de si chora;
O tempo busca e acaba o onde mora
Qualquer ingratidão, qualquer dureza;
Mas não pode acabar minha tristeza,
Enquanto não quiserdes vós, Senhora.
O tempo o claro dia torna escuro
E o mais ledo prazer em choro triste;
O tempo, a tempestade em grão bonança.
Mas de abrandar o tempo estou seguro
O peito de diamante, onde consiste
A pena e o prazer desta esperança.

Luís de Camões

Sara, um tema maravilhoso!
:)Lv

Wim Mertens Iris

http://www.youtube.com/watch?v=XvsTid667-A&feature=related

Anónimo disse...

"Lead me from the unreal to the Real.
Lead me from darkness to Light.
Lead me from death to Immortality "

The Upanishad

Pedro Coutinho disse...

São estas pequenas coisas que outros deixam em nós que as tornam imortais. São a prova que não somos só pó. São tu e é ela, carinhosamente contigo.

Agnes disse...

Janela

Olhei pela janela ao raiar do dia e vi uma jovem macieira, diáfana em meio à luz.

Quando olhei de novo ao raiar do dia lá estava uma grande macieira, carregada de fruto.

Passaram-se decerto muitos anos, mas não me lembro de nada do que aconteceu neste sonho.


(Czeslaw Milosz traduzido por Henryk Siewierski e Marcelo Paiva de Souza)

Anónimo disse...

Onde Jesus vive, as pessoas de grande coração congregam.
Somos uma porta que nunca se tranca
Se sofres de qualquer tipo de dor,
Fica perto desta porta. Abre-a.

(Faranaz Keshavjee, em Crónicas de Uma Muçulmana

Juca disse...

Quando mo vieram contar, senti o frio


Quando mo vieram contar, senti o frio
de uma lâmina de aço nas entranhas;
apoiei-me no muro e um momento
perdi a consciência de onde estava.
A noite abateu-se em meu espírito;
em ira e piedade afogou-se-me a alma;
e então compreendi porque se chora,
e então compreendi porque se mata!

Passou a noite de sofrimento...a custo;
pude balbuciar breves palavras...
Quem me deu a notícia?...Um bom amigo...
Fazia-me um favor. Rendi-lhe graças.

Gustave Adolfo Bécquer

Anónimo disse...

"Todos chegamos um dia como a água e nos vamos como o vento."

Graham Greene

:)

Anónimo disse...

Amo devagar os amigos que são tristes com cinco dedos de cada lado.
Os amigos que enlouquecem e estão sentados, fechando os olhos,
com os livros atrás a arder para toda a eternidade.
Não os chamo, e eles voltam-se profundamente
dentro do fogo.
— Temos um talento doloroso e obscuro.
Construímos um lugar de silêncio.
De paixão.

Herberto Helder

*

Anónimo disse...

The Power Of Love - Frankie Goes To Hollywood

Merry Christmas with love

http://www.youtube.com/watch?v=ShN8UIk5-mw

Cil disse...

...eu vejo-a em muitos dos teus gestos... no fundo ela está e estará sempre contigo! Eu sorrio discretamente e interiormente a cada gesto... bj