sexta-feira, julho 2

No dia em que fiz 30 anos

Fui fazer análises ao sangue. Esperei em salas de espera. Almocei pizza. Dormi a sesta. Ouvi Nina Simone aos berros. Dei corda e pus a trabalhar o relógio de parede que trouxe da casa dos meus pais. Agradeci os votos de feliz aniversário. Agora vou por um banho a correr e preparar-me para o primeiro jantar deste ano.  (Entretanto a Kika mia de volta para uns gatos que apareceram na TV. O que dirão?)


-----


Adenda, 5 Julho 2010


Afinal o jantar não foi a dois, foi a muitos mais e uma surpresa enorme. Nada como começar o ano 30 em boa companhia!
  

5 comentários:

Lívia disse...

tu és o meu relógio de vento

Tu já me arrumaste no armário dos restos
eu já te guardei na gaveta dos corpos perdidos
e das nossas memórias começamos a varrer
as pequenas gotas de felicidade
que já fomos.
Mas no tempo subjectivo
tu és ainda o meu relógio de vento
a minha máquina aceleradora de sangue
e por quanto tempo ainda
as minhas mãos serão para ti
o nocturno passeio do gato no telhado?



isabel meyrelles
o rosto deserto
1966

apenas um poema e Parabéns
:))Lívia

Sr. Little Trouble Boy disse...

Então muitos parabéns... eu sei, eu sei, já foi ontem... e? não conta? conta pois! :D

Filipe disse...

Sara mais uma festa surpresa :D desta vez sem a minha maravilhosa organização, tive muita pena de não estar presente, assim que voltar de férias faço-te uma visita.

beijinhos

sabotagevektor

Sara disse...

@Filipe:

Eu sou a rainha das festas surpresa!
O Paulo disse-me que não podias vir... fico à espera de uma visita.

Beijo!

senhorita valdez disse...

sweet 30! parabéns garota*